12.8 C
Canoas
18 de julho de 2024

Entidades empresariais de Canoas lançam ação para fomentar o comércio local

A iniciativa visa criar uma corrente de apoio entre a comunidade, incentivando a compra de produtos e serviços de empresas da cidade.

Entidades empresariais de Canoas lançam ação para fomentar o comércio local com o slogan “Em cada compra, uma doação”. O objetivo é fomentar a atividade econômica e a solidariedade após a maior enchente da história da cidade. A iniciativa visa criar uma corrente de apoio entre a comunidade, incentivando a compra de produtos e serviços de empresas da cidade.

Encabeçado pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas (CICS), o Ajuda Canoas conta com o apoio do do Sindicato das Indústrias Metal Mecânicas de Canoas e Nova Santa Rita (Simecan), da Câmara de Dirigentes Lojistas de Canoas (CDL) e do Sindicato do Comércio Varejista de Canoas (Sindilojas). “As empresas foram atingidas de forma direta e de forma indireta. Diretamente porque várias foram alagadas e indiretamente porque as que não foram alagadas foram atingidas ou porque dependem de produtos ou do próprio comércio da região alagada, que interferiu na entrega, na logística ou no produto como um todo”, explica Shirley Dilecta Panizzi, presidente da CICS.

Como vai funcionar

A frente do projeto, o empresário Ricardo Tietz explica que, por uma questão de facilidade de gestão das doações recebidas, as empresas participantes da ação lançada por entidades empresariais de Canoas para fomentar o comércio local destinarão doações diretamente para o Banco de Alimentos de Canoas através de uma chave PIX específica do Ajuda Canoas, o que deve facilitar a prestação de contas para a comunidade.

Segundo ele, caberá a cada empresa decidir o valor a ser doado e realizar nova doação ao Banco de Alimentos posteriormente. Já o Banco de Alimentos ficará responsável por enviar relatórios mensais ao administrador do projeto com os valores arrecadados para prestação de contas no portal www.ajudacanoas.com.br. Para proteger dados de faturamento individual e preservar a imagem das empresas cadastradas, o valor doado por cada empresa não será divulgado.

“Nós tivemos um momento em que a primeira ordem era ajudar a quem estava desabrigado e as empresas ficaram em um segundo momento. Mas agora a gente precisa pensar nas empresas. As contas continuaram, os fluxos fixos permaneceram, então as empresas ficaram doentes e precisam de uma campanha para mostrar ao público que elas precisam trabalhar, gerar empregos”, comenta Tietz.

Doações mensais

Segundo o empresário, o ato de comprar na cidade, neste momento, também é uma doação. “Comprando da empresa, esta também estará comprometida a doar cestas de alimentos. Então, tentamos amarrar de todas as formas o projeto. O público do resto do Brasil, que está bem atento ao que está acontecendo em Canoas, perceberão que podem comprar de empresas de Canoas que ajudarão a população da cidade”, pontua Ricardo.

LEIA MAIS: Base Aérea de Canoas terá voos comerciais noturnos.

Para fazer parte a empresa deve acessar o site www.ajudacanoas.com.br e se cadastrar. A doação mínima pedida é de duas cestas básicas e, a partir do volume de vendas, elas definem qual valor podem doar no próximo mês.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!