20.3 C
Canoas
25 de julho de 2024

Servidores da Defesa Civil são presos acusados de saquear empresas

Os servidores da Defesa Civil presos acusados de saquear empresas pela enchente ainda são apontados como facilitadores para outros saques

Servidores da Defesa Civil são presos acusados de saquear empresas atingidas pela enchente. A prisão aconteceu na manhã desta sexta-feira (28), realizada pela Polícia Civil e a Brigada Militar.

O crime teria acontecido em Eldorado do Sul. A tragédia climática de maio devastou o município.

Entre os presos, estavam dois integrantes da Defesa Civil municipal e um homem identificado como saqueador. A Justiça, então, decretou as prisões preventivas após a Polícia Civil fornecer vídeos dos suspeitos utilizando uma retroescavadeira para derrubar muros de uma empresa. Além disso, eles facilitaram o saque de produtos alimentícios.

Além disso, cumpriram três mandados de busca e apreensão, encontrando água, produtos de higiene e alimentos suspeitos de serem saqueados. A operação Improbus, com 40 agentes, foi, portanto, comandada pela delegada Luciane Bertoletti. Prenderam os dois membros da Defesa Civil por furto qualificado e, por outro lado, prenderam o terceiro indivíduo por roubo. Além disso, a delegada solicitou o afastamento dos dois servidores da Defesa Civil, pois suspeitam que os alimentos saqueados foram distribuídos em cestas básicas.

Essa ação policial, portanto, continua a operação Cronos, que, em maio, prendeu nove pessoas envolvidas em saques. Além disso, cumpriram 25 mandados de busca e apreenderam toneladas de materiais saqueados, incluindo alimentos e eletrodomésticos.Ademais, a Polícia Civil estima que os saqueadores causaram um prejuízo de R$ 30 milhões em Eldorado do Sul.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!