FOTO: Jaime Zanatta/GBC

Da redação | A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Canoas, na Região Metropolitana, está investigando o triplo homicídio que aconteceu no último sábado  (1°) no bairro Mathias Velho. O crime aconteceu em uma lancheria.

A investigação começou ainda no final de semana. Porém, de acordo com o delegado Luís Antônio Firmino, titular da DHPP, ainda não se sabe a motivação para o crime. “A apuração inicial não revelou nenhum envolvimento das vítimas com criminosos”, comentou.

Morreram, Evaldo Raymundo Júnior de 48 anos, Bruno Agerrt Raymundo de 23 anos, os dois eram pai e filho. Diogo Vieira da Fonseca de 24 anos foi o terceiro morto. A namorada dele, Pamela de Oliveira Garcia de 20 anos, foi alvejada pelos criminosos, mas sobreviveu e segue internada no Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HSPC). “Esperamos que ela se recupere para colaborar com as agentes durante a investigação”, finalizou Firmino.

LEIA MAIS:

CHACINA | “Se atiraram no chão para se proteger”, diz moradora sobre familiares próximos ao tiroteio em Canoas