Da redação | Juliano Vieira Pimentel de Souza, 32 anos, que confessou o assassinato de Naiara Soares Gomes, sete anos, foi condenado a 16 anos, seis meses e 10 dias de prisão em regime fechado pelo estupro de outra menina.

Esta vítima, com a mesma idade, foi violentada em outubro de 2017, ou seja, meses antes do caso de Naiara. Da decisão, proferida pela 3ª Vara Criminal de Caxias do Sul, cabe recurso.

Preso em 21 de março, Souza está em isolamento na Penitenciária Estadual de Canoas 2 (Pecan 2).

O corpo da menina, desaparecido desde 09 de março de 2018, foi encontrado no dia 21 do mesmo mês próximo à Represa do Faxinal, em Caxias do Sul. Após ser detido pela polícia, Souza confessou o crime.