Foto: Jaime Zanatta/ GBC

O ataque a tiros registrado na madrugada deste domingo (16), em Canoas, resultou na morte de dois jovens. Uma terceira pessoa ficou ferida e foi encaminhada ao HPSC. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios. A Brigada Militar, por meio do 15º BPM, auxilia na elucidação do crime.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

O crime ocorreu na rua F, entre a João Goularte e a Juscelino Kubitschek Oliveira, em uma área industrial, que fica próxima à antiga fábrica da Perdigão, no bairro São Luís. O endereço é conhecido pelas autoridades como um ponto de aglomeração de pessoas, em especial aos fins de semana.

A via é utilizada para disputa de rachas, entre motos e carros. As reuniões costumam ser regadas a muito álcool e até consumo de ilícitos. Na cena do crime, o sangue chamou mais a atenção do que a sujeira habitual, ilustrando que a diversão acabou em tragédia.

O clima, com esses ingrediantes, não podia ser outro a não ser de tristeza. Pessoas choravam as perdas após o ataque a tiros. “Tinha uma gurizada chorando, e uma menina chorando muito, quando a Brigada já tinha isolado o local. Ouvimos os tiros e depois foram todos os carros embora”, revelou um vigilante que estava nas proximidades.

Os órgãos de segurança buscam saber quem são os autores do crime e qual foi a motivação para tal. Testemunhas relataram que indivíduos em dois carros teriam efetuado os disparos no local. Eles estariam em um Onix branco e um Peugeot preto. Projéteis de calibre 9 milímetros foram recolhidos na cena do crime.