A Polícia Civil prendeu na terça-feira (5) um homem em flagrante por tentativa de feminicídio em Canoas. Ele agrediu a esposa com pelo menos 30 golpes de faca. A prisão é resultado da Operação Marias, que tem como objetivo combater crimes de violência doméstica e familiar.

Conforme a delegada Clarissa Demartini, os agentes receberam uma denúncia sobre uma briga de casal,. Diante da informação, a equipe se deslocou até o local indicado. “Ao ouvirem ruídos vindos do interior da residência, os policiais arrombaram a porta e flagraram o indivíduo golpeando a esposa com uma faca”.

Ao ser abordado, o agressor não obedeceu a ordem dos policiais para largar a faca, tendo sido necessária a intervenção de reforços para que ele largasse a faca. O Samu foi acionado e ambos os envolvidos foram encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC).

Segundo a Polícia Civil, o agressor feriu o próprio peito lesão no peito. As informações preliminares repassadas pelo hospital afirmam que a vítima foi atingida por, pelo menos, 30 facadas. Ela passou por cirurgia e está em recuperação na UTI.

Durante as diligências, familiares relataram que o casal estava separado há cerca de duas semanas e que ele desconfiava ter sido traído. A filha do casal de 13 anos presenciou as agressões e foi quem pediu por socorro aos vizinhos.

“A vida da vítima foi preservada em razão do rápido deslocamento da equipe da Delegacia da Mulher para atendimento da ocorrência. A participação da sociedade no combate à violência doméstica é fundamental. No dia de hoje, a ligação feita pela vizinha à Delegacia foi fundamental para que fosse socorrida a tempo”, destacou Clarissa.

O Diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mario Souza, ressalta a atenção ao crescimento dos fatos graves envolvendo violência doméstica e familiar contra a mulher neste período de pandemia.

“Casos como esse merecem atenção redobrada pois a convivência familiar aumentou devido ao confinamento. A população pode ligar para a própria Delegacia da Mulher para realizar as denúncias, durante o período de expediente, pois todos os esforços estão destinados a fazer o atendimento de forma imediata. O telefone de contato é 3462-6700”, salientou o diretor.