Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal junto a Receita Federal deflagou a Operação Canoeiros, com o objetivo de desarticular três grupos criminosos ligados ao contrabando internacional de cigarros, na manhã da última quarta-feira (25). De acordo com a polícia, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão nos municípios de Eldorado do Sul, Guaíba, Gravataí, Canoas e Cachoeirinha.

Na operação duas pessoas foram presas, entre elas uma mulher, 29 anos, de Gravataí. De acordo com a polícia, ela era a líder do grupo. Com ela os policiais apreenderam um carro de luxo, R$ 270 mil e joias. Além disso, em suas redes sociais, a mulher ostentava viagens ao exterior e frequentava restaurantes da moda.

A Polícia Federal conta que a investigação começou em fevereiro com o intuito de apurar a distribuição de cigarros produzidos no Paraguai. A apuração chegou à conclusão de que os criminosos conseguiram os cigarros no exterior e transportavam para depósitos no Rio Grande do Sul, onde eram distribuídos para comércios da região metropolitana e sul do Estado.

Segundo a polícia, durante as investigações, nove carregamentos de cigarros foram flagrados, gerando a prisão de 24 pessoas e aproximadamente 1,8 milhão de maços de cigarros foram apreendidos. Os cigarros foram avaliados em R$ 8 milhões.