Foto: Prefeitura de Canoas/Divulgação

O ex-prefeito de Canoas Luiz Carlos Busato, se pronunciou na tarde desta quarta-feira (13) em suas redes sociais a respeito à herança financeira da prefeitura municipal, apresentada na noite da última terça-feira (12), em live pelo atual prefeito de Canoas Jairo Jorge.

Segundo Busato, ele encerrou sua gestão com as dívidas de curto prazo pagas, vencimentos de dezembro antecipados, o décimo terceiro salário de servidores quitado de forma integral, boa parte das indenizações pagas e um saldo superior a R$ 90 milhões no caixa do município. Os dados são da Secretaria da Fazenda do dia 30 de dezembro. Conforme Busato, sua gestão entregou o Município muito melhor de quando recebeu em 2017.

Busato lembra que herdou uma dívida superior a R$ 170 milhões para pagamento imediato, referente a repasses para hospitais que estavam em atraso e pagamento de fornecedores que também estavam atrasados. Só na saúde a dívida era de R$ 128 milhões. E afirmou que não deixou nenhum fornecedor em atraso e deixou os repasses aos hospitais em dia.

De acordo com Busato, ele quitou as licenças-prêmio de servidores referentes ao período de 2013 a 2016 que estavam atrasadas e que, por esse motivo, não conseguiu avançar no pagamento nas licenças-prêmio referentes ao período de 2017 a 2020.

Jairo Jorge diz ter assumido a prefeitura com dívidas:

Durante transmissão nas redes sociais na noite da última terça-feira Jairo Jorge anunciou que assumiu a prefeitura com um déficit financeiro total de R$ 281,4 milhões. A informação é da Secretaria Municipal da Fazenda.

No levantamento feito pela pasta, saldo em caixa é de R$ 72,9 milhões, mas o passivo a ser quitado chega a R$ 354,3 milhões. A gestão encontrou os recursos em caixa da seguinte maneira: R$ 21.344.668,48 de recursos próprios e R$ 51.593.958,77 de recursos vinculados.

Quais são as dívidas:

  • Empenhos a liquidar: R$ 94.691.310,02
  • Empenhos liquidados a pagar: R$ 118.026.447,26
  • Restos a pagar de exercícios anteriores: R$ 30.535.650.90
  • Déficit financeiro de hospitais: R$ 78 mil
  • Licença prêmio consolidada e não paga (R$ 2017-2020): R$ 19.225.130,60

Confira a nota de Busato na íntegra:

Em resposta à matéria sobre a herança financeira da Prefeitura de Canoas, o ex-prefeito Luiz Carlos Busato diz que encerrou sua gestão com as dívidas de curto prazo pagas, vencimentos de dezembro antecipados, o décimo terceiro salário de servidores quitado de forma integral, boa parte das indenizações pagas e um saldo superior a R$ 90 milhões no caixa do município. Os dados são da Secretaria da Fazenda do dia 30 de dezembro. Conforme Busato, sua gestão entregou o Município muito melhor de quando recebeu em 2017.

Busato herdou uma dívida de mais de R$ 170 milhões para pagamento imediato, referente a repasses para hospitais que estavam em atraso e pagamento de fornecedores que também estavam atrasados. Só na saúde a dívida era de R$ 128 milhões.

Diferente, Busato não deixou nenhum fornecedor em atraso e deixou os repasses aos hospitais em dia.

O ex-prefeito Busato diz que falta transparência do atual prefeito ao não deixar claro que grande parte das dívidas atuais foram contraídas nos 8 anos de Jairo Jorge à frente da prefeitura, como o empréstimo de R$ 272 milhões para implantação de apenas 4,7 km de aeromóvel e o empréstimo de alto risco, em 2013, junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), no valor de 50 milhões de dólares. O alto risco se deve ao fato que as parcelas deste empréstimo começaram a ser pagas a partir de 2018, com a moeda norte-americana alcançando cotações históricas. Já sobre o déficit orçamentário, Busato diz que deixou em patamar melhor do que herdou.

O ex-prefeito Busato também destaca que quitou as licenças-prêmio de servidores referentes ao período de 2013 a 2016 que estavam atrasadas e que, por esse motivo, não conseguiu avançar no pagamento nas licenças-prêmio referentes ao período de 2017 a 2020.