Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

A bandeira vermelha pode voltar a Canoas e Região Metropolitana nesta sexta-feira (23). Prefeitos e empresários estão se mobilizando, mesmo após o Gabinete de Crise no Palácio Piratini, descartar o retorno. Porém, essa decisão depende de análises sobre a alteração de algumas travas, uma das principais reivindicações. Entre elas, a extinção dos 0,35 considerando leitos de UTI livres e ocupados por Covid-19.

Leia mais notícias do coronavírus

Caso o Rio Grande do Sul siga todo preto pela nona semana, Eduardo Leite deve permitir mais flexibilizações, que não estão contempladas na bandeira preta. Algumas, ele já liberou na última quinta (22): o funcionamento de restaurantes no sábado à noite e o uso de parques.

Porém, o Palácio Piratini está apreensivo com essas flexibilizações. De acordo com integrantes do Gabinete de Crise, elas podem colocar passar para a população que a situação não é mais grave. Mas, mesmo com a queda no número de internados e contaminados, as taxas de ocupação de hospitais seguem altas.

O novo mapa será divulgado às 18h.