18.1 C
Canoas
17 de julho de 2024

CASO NAIARA | Estupro e morte da menina completa 1 ano

Foto: Arquivo Pessoal

Da redação | Nesta quinta-feira (21), faz um ano que o corpo da menina Naiara Soares Gomes de 7 anos, foi encontrado em Caxias do Sul, na Serra. Ela foi estuprada e morta, depois de ser raptada enquanto ia para a escola.

Juliano Vieira Pimentel de Souza, réu confesso, se aproximou dela, de carro, parou o veículo e a atraiu com uma mochila em formato de cachorro. Ele disse que se a criança quisesse ganhar uma boneca, teria que entrar no carro.

O homem levou Naiara para a casa onde morava. Foi lá que ela foi estuprada e morta. O corpo da menina foi encontrado 12 dias depois, em um matagal às margens da Represa do Faxinal.

Confessou

Juliano confessou os crimes e contou à polícia como tudo aconteceu. O processo tramita em segredo de Justiça no fórum de Caxias do Sul, onde uma audiência já foi realizada. Ele está preso na Penitenciária de Canoas e responde por estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

A Justiça já determinou que ele será julgado pelo Tribunal do Júri, quando a comunidade participa da decisão. Ainda não há data para o julgamento. Se Juliano for considerado culpado por todos os crimes, pode pegar mais de 60 anos de prisão.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!