Foto: Jaime Zanatta GBC

A agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Canoas reabriu nesta segunda-feira (14). Para quem buscou atendimento teve medição de temperatura na entrada do prédio, instalação de placas de acrílico que separam o público dos atendentes e álcool gel à disposição.

Os serviços administrativos funcionaram normalmente. Entrega de documentos e provas de vida foram realizadas. Mas, teve gente reclamando que não foi atendido. “Preciso mudar meu RG para emitir a CAT. Pelo telefone eles não fazem. Aqui, um funcionário disse também que não tinha atendimento para isso e me mandou procurar um advogado. Vou ficar sem receber por causa disso”, relatou o técnico em manutenção Diego Peixoto de Lacerda que tentou atendimento pelo 135 e foi orientado a ir até a agência.

Sem atendimento médico
Nenhuma das 60 perícias agendadas foi realizada. Os médicos peritos reclamam de falta de estrutura para o retorno e, por isso, não voltaram a trabalhar. Esse foi o caso da caixa operadora Evelyn Machado Soares. Ela tinha agendado atendimento através do 135. “Quando cheguei aqui, eles falaram que não iam atender e nem reagendar porque não tem perito.”

A Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) divulgou nota afirmando que os profissionais seguirão “em trabalho remoto”, porque vistoria realizada pela entidade encontrou “grave inconsistência que impede o retorno da categoria” na maioria das agências. Já o INSS afirmou que os usuários foram informados pelo telefone 135 de que não haveria atendimento. Informou ainda que é necessário aguardar uma definição dos locais que atenderão os beneficiários.